NR é a sigla para Norma Regulamentadora,  que são conjunto de regras, orientações e procedimentos obrigatórios às empresas  que possuem funcionários contratados sob regimento da CLT, para manter a segurança das atividades laborais, garantindo a excelência dos serviços e reduzindo ao máximo reflexos negativos na saúde dos colaboradores

Por que as empresas devem seguir as Normas Regulamentadoras?

O escopo das NRs é a prevenção de acidentes para a proteção do colaborador e do outro lado as empresas também se beneficiam, pois  uma vez que previne as consequências que acompanham os episódios acidentais, garantem maior produtividade da equipe, minimiza ações trabalhistas propostas por colaboradores demitidos, diminui licenças e afastamentos médicos ocasionados por acidentes de trabalho.

Conheça mais sobre as NRs:

Atualmente existem 36 normas em vigor, estas foram desenvolvidas por comissões experientes, formadas por membros ligados ao Governo Federal, Empregados e Empregadores.

As 36 normas trabalham de maneiras que se direciona com mais ênfase para determinada  áreas de atuação.

Confira algumas NRs:

NR 1 – Determina que as normas regulamentadoras, relativas à segurança e medicina do trabalho, obrigatoriamente, deverão ser cumpridas por todas as empresas privadas e públicas, desde que possuam empregados regidos de acordo com a CLT. Determina, também, que o Secretaria de Segurança e Saúde no Trabalho – SST é o órgão competente para coordenar, orientar, controlar e supervisionar todas as atividades relacionadas a Segurança do Trabalho. Dá competência às Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTEs) regionais, determina as responsabilidades do empregador e a responsabilidade dos empregados.

NR 2 – Determina que todo estabelecimento novo deverá solicitar aprovação de suas instalações ao órgão regional do Ministério do Trabalho e Emprego, que emitirá o CAI – Certificado de Aprovação de Instalações, por meio de modelo pré-estabelecido no próprio site do Ministério do Trabalho e Emprego.

NR 4 – SESMT: em conformidade com essa Norma Regulamentadora, toda e qualquer empresa deve manter, em caráter obrigatório, uma equipe de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). O serviço é responsável por preservar a integridade dos funcionários através do expediente em ambientes seguros e saudáveis.

NR 5 – CIPA: Todas as empresas privadas, públicas, sociedades de economia mista, instituições beneficentes, cooperativas, clubes, desde que possuam empregados celetistas, dependendo do grau de risco da empresa e do número mínimo de 20 empregados são obrigadas a manter a CIPA. Este dimensionamento depende da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE, que remete a outra listagem de número de empregados. Entende-se por CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) o grupo de colaboradores responsável por promover a saúde a segurança dentro do ambiente laboral.

NR 6 – EPIs: a NR propõe que todos os colaboradores da empresa devem utilizar equipamentos de proteção individual (EPIs) em funções que apresentam risco de incidentes – alguns exemplos são luva de raspa, luva de vaqueta , avental de raspa, perneiras, mangotes e também óculos de segurança, capuz balaclaca, entre outros. Além disso, todos os equipamentos devem ser fornecidos pelo empregador.

NR 7 – PCMSO: Segundo a NR 7, todas as empresas devem manter um Programa de Controle Médico de Saúde Operacional (PCMSO). Tal programa direciona as atenções à avaliação e diagnóstico antecipados de possíveis riscos aos colaboradores, em função de suas atividades laborais.

NR 8 – Edificações: Esta norma define os parâmetros para as edificações, observando-se a proteção contra a chuva, insolação excessiva ou falta de insolação, busca estabelecer condições do conforto no local de trabalho.

NR 9 – PPRA: As empresas também devem, obrigatoriamente, elaborar o PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais). A NR em questão prevê a elaboração de um documento que demonstra quais são os agentes físicos, biológicos e químicos existentes em cada cenário laboral.

NR 17 – Ergonomia: Esta norma estabelece os parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas, que devem ser avaliados, e se necessário, reorganizado. Atualmente as LER – Lesões por Esforços Repetitivos, e as denominadas DORT – Doença Osteomuscular, relacionada ao trabalho constituem o principal grupo de problemas à saúde, reconhecidos pela sua relação laboral.

 

É de extrema importância lembrar que a qualidade dos serviços e nível de segurança dos colaboradores, estão atrelados ao uso de EPIs e cumprimento das Normas Regulamentadoras.

Portanto, manter seus conhecimentos atualizados nesse assunto é tarefa primordial em sua rotina, para manter resultados positivos nos resultados de segurançado trabalho.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Entre em contato pelos nossos meios:

E-mail: kochepis@kochepis.com.br

Facebook: Koch Epis

Instagram: @kochepis

Telefone: +55 (51) 3561-2731

Curta a Koch no Facebook! CLIQUE AQUI